Como criar um produto turístico?

Pousada Parque das Gabirobas

Foto: Pousada Parque das Gabirobas em Roncador. Saiba mais

É muito comum em um grupo de amigos ouvirmos “Nesta cidade não tem nada” quando eu sair de férias vou para Curitiba, Foz do Iguaçu, ou ficar em casa. Aqui levanto um questionamento: Será que realmente não temos nada? Ou será que não sabemos vender “nossos produtos turísticos?”

Afinal, como vender um “produto turístico”?

Produto turístico é “o conjunto de atrativos, equipamentos e
serviços turísticos acrescidos de facilidades, localizados em um ou mais municípios,
ofertado de forma organizada por um determinado preço.” Fonte: Ministério do Turismo

Em nossa página no Facebook recebemos vários questionamentos se vendemos pacotes turísticos, dicas de lugares para ir e informações diversas de roteiros. Todas essas dúvidas nos ajudaram a melhorar o conteúdo do “trilhaselugares.com”. Uma dessas dúvidas foi relacionada ao modo de vender roteiros turísticos, nesse ponto acreditamos ser necessário partir de 4 passos básicos, os quais listaremos abaixo.

1º Fazer um levantamento turístico

Basicamente se você não sabe o que se tem e quais suas características dificilmente conseguirá vender a alguém. Ou você compraria uma TV de R$2.000,00 sem saber suas características?  Bom, trazendo para nossa realidade, temos basicamente quatro linhas de atrativos com maior potencial:

  • Naturais: Parques naturais incríveis, cachoeiras, parques abertos, pousadas e pequenos empreendimentos rurais;
  • Históricos: Museus, sítios arqueológicos em Fênix e Quinta do Sol e a própria memória dos moradores locais;
  • Culturais: Danças folclóricas, grupos de artesanato, arte e a nossa deliciosa gastronomia;
  • Eventos: Festas dos pratos típicos, Caminhadas na natureza, Festival de Folclore, feiras de artesanatos, MotoCross e vários outros eventos.

Cabe aos gestores, iniciativa privada, responsáveis e/ou universitários fazerem um levantamento turístico aprofundado avaliando os melhores roteiros.

Parque Estadual Lago Azul Campo Mourão
Parque Estadual Lago Azul em Campo Mourão

2º Investir em infraestrutura

O básico para o sucesso dos empreendimentos turísticos é ter bons acessos, sinal de telefone, energia elétrica, água e segurança. Porém em nossa região vemos que falta facilitar o acesso ao turista com identificação por meio de placas e pontos de apoio aos turistas em rodoviárias, por exemplo.

Parque Ecológico de Goioerê- produto turístico
Parque Danilo Marques Moura em Goioerê

3º Definir e treinar gestores

Seja dentro dos empreendimentos ou na esfera pública, precisamos de pessoas para liderar e direcionar ações que promovam o turismo. Estas pessoas precisam ser treinadas para terem ampliadas as capacidades de entregar valor maior aos turistas.

Colocando nossa região nesse contexto vemos que muitas sequer tem uma pasta direcionada ao Turismo. Algumas das que tem a pasta, colocam pessoas sem a capacidade técnica/vontade de executar os trabalhos, os famosos ‘cabides de empregos’.

4º Evidenciar/mostrar/oferecer seu produto

Buscar formas de oferecer seus produtos aos clientes. Hoje temos ampla facilidade de divulgação de bom custo benefício. Facebook, Instagram, internet, radio, impressos (flyers, folhetos, cartazes e outros) e o próprio depoimento de cliente/visitante, o famoso ‘boca a boca’. Cabe aos gestores/ proprietários a definição das melhores estratégias de marketing.

E você, qual sua estratégia?

O que você achou das dicas?Concorda? Discorda? Como é o turismo em sua cidade/região? O que você acha que não pode faltar? Compartilhe sua opinião!

 

Conta pra gente, o que você achou?

Ajude-nos a mostrar o que temos de melhor no Paraná! Sugira, critique, participe!