Parque Estadual Vila Velha

Parque Estadual Vila Velha

O Parque Estadual Vila Velha foi criado em outubro de 1953. Abrange uma área de 3.122 ha em Ponta Grossa – PR.  O Parque disponibiliza duas opções de trilhas: Lagoa Dourada e Furnas ou a trilha dos Arenitos. Escolhemos a trilha dos Arenitos e um pouco das imagens retiradas compartilhamos por aqui!

Quando ir?

  • Abre para o público: sextas, sábados e domingos das 8h30 às 17h30, com entrada permitida até 15h30, mediante a contratação do guia de turismo.
  • Segundas, quartas e quintas, com agendamento pelo e-mail: pevilavelha@iap.pr.gov.br

Quanto custa?

  • R$ 10 para visitar os Arenitos
  • R$ 8 para Lagoa Dourada e Furnas.
    Meia entrada para estudantes brasileiros mediante apresentação de carteirinha, funcionário público, doadores de sangue e moradores de Ponta Grossa com apresentação de comprovante de residência. Menores de 6 anos e acima de 60 não pagam.

O que fazer?

Os atrativos naturais destinados à visita são:

  • Arenitos: Os Arenitos são o mais importante atrativo do Parque Estadual de Vila Velha, e estão dotados de toda estrutura necessária para atendimento ao visitante, visando, com isso, minimizar os impactos negativos do uso público sobre um importante patrimônio geológico do Paraná. No núcleo onde ocorre a visitação dos Arenitos estão disponíveis o Centro de Visitantes e a estrutura de apoio e segurança aos visitantes.
  • Lagoa Dourada: A Lagoa Dourada, pela exuberante cristalinidade de suas águas e seus inúmeros cardumes de peixes visíveis a olho, é um atrativo de relevância, que incrementa a visitação da área.
  • Furnas: As Furnas se destacam pela peculiaridade de sua formação e são locais propícios para o desenvolvimento de atividades intergradas à natureza.
  • Outros aspectos naturais: A composição da vegetação natural caracterizada por campos que circundam os remanescentes de pequenos capões de floresta de araucária, distribuídos na área do Parque, formam um potencial para o desenvolvimento de atividades de educação ambiental.

Fonte: Plano de Manejo do Parque Vila Velha

Sobre a trilha do Arenito Vila Velha



Veja como visitar o Parque Estadual Vila Velha (Gazeta do Povo)

O texto abaixo foi retirado da placa que fica na entrada do Parque Vila Velha (Passeio feito em 2012)

O modelamento do Arenito Vila Velha, na forma de erosão atual, é algo muito recente. Ao longo dos 300 milhões de anos  de existência destas rochas, aconteceram eventos geológicos que as soterravam sob outras sequencia mais jovens. Movimentos tectônicos terrestres, aliados à erosão, o colocaram novamente à superfície. Os processos de erosão que esculpiram o Arenito Vila Velha, principalmente o das águas pluviais, aconteceram nos últimos 1,8 milhão de anos.

A característica marcante do arenito de Vila Velha é a presença do relevo em forma de ruínas (relevo uniforme), marcado pela rica associação de formas incluindo caneluras, cones de dissolução, topos pontiagudos, torres e pilares, que originam esculturas naturais singulares, das quais a taça é a mais conhecida, hoje símbolo da região, em especial do Parque.




A forma e a cor de Vila Velha

As formas dessas esculturas naturais derivam da ação das águas pluviais, da ação da energia solar, das mudanças e alterações de temperatura e da atividade orgânica sobre as rochas.

Esta ação erosiva desenvolve-se através de descontinuidades e de zonas de fraqueza naturais da rocha, tais como: fraturas e falhas estruturas sedimentares, textura e cimentação diferenciadas, cuja interação permite a formação destes maravilhosos monumentos.

O tom rosado dos arenitos se deve ao material ser rico em ferro que reveste os grãos da rocha e preenche os poros existentes entre eles. a distribuição e proporção deste material ferruginoso, o qual cimenta os grãos de areia determina também a existência de camadas horizontais mais resistentes à erosão, o que contribui para a riqueza das formas encontradas.




Importante levar:

  • Água e lanches: Não tem lanchonete no parque;
  • Calçados adequados e confortáveis
  • Roupas leves e de preferência de tonalidades claras;
  • Protetor solar, repelente, boné;
  • Máquina fotográfica.

E você?

E você, já conhece o Parque Estadual Vila Velha? O que achou do lugar? Sabe de algum outro roteiro desta unidade de conservação? Ainda não conhece? dê sua opinião.

Conta pra gente, o que você achou?

Ajude-nos a mostrar o que temos de melhor no Paraná!
Siga-nos no Facebook @TrilhaseLugares e Instagram @trilhas_e_lugares
Sugira, critique, participe!
;-)

Conta pra gente, o que você achou? ;-)